Cenários

Angola – Meio Físico – Humano – Económico

Economia

O principal produto agrícola era o café. Cerca de duzentas mil pessoas viviam directa ou indirectamente deste produto, que representava, em 1970, 32 por cento de todas as exportações. Os principais países de destino eram os Estados Unidos e os Países Baixos.
O algodão era uma cultura obrigatória para os africanos antes de 1961. Os acontecimentos da Baixa do Cassange, em Janeiro desse ano, e as consequências do início da guerra alteraram a situação, provocando a modernização do sector, com maior recurso à mecanização. A produção passa das cinco mil toneladas ano, em 1960, para as vinte e nove mil em 1970, sendo totalmente absorvida pela indústria têxtil metropolitana.
Os principais produtos mineiros eram o petróleo, minérios de ferro e diamantes.
A exploração de diamantes tem aumento significativo logo a partir de 1962. Os minérios de ferro e o petróleo apresentam aumento exponencial a partir de 1967.
Exportar capitais ou investir no território constituiu um dilema, pois os factores mais significativos da economia colonial angolana resultavam do baixo poder de compra da maioria da população e da inexistência de um sistema financeiro autónomo que, conjugados, limitavam os investimentos locais e dificultavam a colocação de capitais no exterior.

Arquivos Históricos

Lugares de Abril

Curso História Contemporânea

Roteiro Didático e Pedagógico

Base Dados Históricos

Site A25A

Centro de Documentação

Arquivo RTP

Cadernos 25 Abril

Filmes e Documentários

Arquivos Históricos

© 2020 – Associação 25 de Abril