Doutrinas

Forças Armadas - Contra-Guerrilha

As forças não regulares

Durante a guerra, constituíram-se nos três teatros de operações vários corpos de tropas não regulares, decorrentes do processo de africanização do conflito.

Nestas tropas, geralmente dependentes do Exército, pelo menos quanto ao emprego operacional, podem incluir-se as milícias, os GE (grupos especiais), os TE (tropas especiais – antigos guerrilheiros), os Flechas (criados pela DGS) e os Fiéis (constituídos com ex-militares catangueses e zambianos).

Estas forças, particularmente adaptadas à guerra pelo conhecimento que tinham do meio, foram ganhando importância com o arrastamento do conflito, substituindo nas missões de reconhecimento e de combate as cada vez mais mal preparadas e menos motivadas forças metropolitanas.

Arquivos Históricos

Lugares de Abril

Curso História Contemporânea

Roteiro Didático e Pedagógico

Base Dados Históricos

Site A25A

Centro de Documentação

Arquivo RTP

Cadernos 25 Abril

Filmes e Documentários

Arquivos Históricos

© 2020 – Associação 25 de Abril