O correio durante a guerra colonial

Exército

Guiné

1 – Dispositivo do Exército na Guiné, em 1963.
O dispositivo inicial era constituído por sete batalhões em quadrícula.

2 – Dispositivo em 1964.
O desenvolvimento das acções militares levou à divisão do território em três sectores, com nove batalhões em quadrícula.

3 – Dispositivo em 1966.
A organização típica do general Schulz, recém-nomeado comandante-chefe, não contemplava a existência de comandos de sector, existindo catorze batalhões em quadrícula.

4 – Dispositivo em 1969.
Com a entrada em funções do general Spínola, a organização territorial do Exército sofreu profunda alteração, com a criação de comandos de Agrupamento Operacional (CAOP) e Comandos Operacionais (COP), com a finalidade de melhorar o controlo das forças nas zonas de maior actividade, mantendo os batalhões em quadrícula. Existiam dezoito batalhões.

5 – Dispositivo em 1970.
Face ao desenvolvimento da guerra, o dispositivo foi remodelado, sendo constituídas zonas de intervenção do comandante-chefe, sem unidades de quadrícula, o que permitiu libertar efectivos para outras áreas. Estas zonas de intervenção situavam-se em Coboiana, Morés, Madina, Quitafine e Cantanhês.

6 – Gráfico com o número de companhias tipo caçadores, na Guiné.

Arquivos Históricos

Lugares de Abril

Curso História Contemporânea

Roteiro Didático e Pedagógico

Base Dados Históricos

Site A25A

Centro de Documentação

Arquivo RTP

Cadernos 25 Abril

Filmes e Documentários

Arquivos Históricos

© 2020 – Associação 25 de Abril